O Mercado Financeiro e as Emoções
25/09/2017

As 5 maneiras de se tornar um vencedor no Mercado

Você já teve a sensação olhando o sobe e desce diário do mercado, que você pode se beneficiar disso?
Gostaria de não fazer parte da triste estatística dos 90% de investidores que acabam sendo perdedores no mercado?
Deseja, independente do seu perfil, fazer a coisa certa e ser um ganhador consistente?

Então continue lendo este artigo por que tudo começa aqui: As 5 maneiras de se tornar um vencedor no mercado de ações.

  • Investidor a Longo Prazo
  • Trader ocasional – que eventualmente faz uma aposta no Mercado de Ações
  • Multi-investidor profissional
  • Viver de Bolsa
  • A GRANDE tacada em Opções

Ao longo deste artigo irei listar estas 5 maneiras, numa ordem crescente de dificuldade, começando com o investidor conservador de longo prazo até a modalidade mais agressiva das especulações de curto prazo.

E de verdade, acredito que o primeiro passo é descobrir qual o seu perfil, e dentro dele se comportar da maneira correta. .

Investidor a Longo Prazo

Há muito tempo que eu inicio todos os meus cursos e palestras diferenciando o trader do investidor. Embora muitas vezes estes dois perfis estejam classificados na mesma categoria, existe uma diferença gritante entre os dois!

Enquanto o trader busca única e exclusivamente se aproveitar da volatilidade dos ativos comprando barato e vendendo caro no curto prazo (ou vice-versa), um investidor quer apenas trocar o seu dinheiro por ativos que ele considera bom a longo prazo da mesma maneira que um comerciante poderia abrir uma loja ou uma padaria. Perceba que de preferência tanto um quanto o outro deseja isolar a volatilidade e não aproveitá-la no curto prazo. Para que lá na frente ele consiga ou mudar de patamar ou mesmo ter uma renda de subsistência com seu investimento.

A maioria das pessoas acabam não pensando nisso e alocam todo o seu capital nas ações e acabam dependendo da sorte e/ou do momento do mercado para ganhar ou começar a sofrer. Quando o seu interesse é investir a longo prazo o que se deve a fazer é dividir seu lote em parcelas e comprar aos poucos, de maneira que você isole a volatilidade e não tenha um preço de entrada, mas sim, um preço-médio na empresa que você escolheu para ser sócio.

Existem várias formas vencedoras para começar a investir em ações. Vamos listá-las:

  • Comprar mensalmente uma porcentagem fixa da sua renda em um determinado dia do mês – Esta é a mais comum e mais básica e provavelmente a mais eficiente delas (Exemplo: Todo dia 1º você irá investir 5% do salário em ações);
  • Dividir o capital em valores percentuais de renda fixa e renda variável. Conforme a renda variável apresente preços mais atrativos você vai aumentando seu percentual (e vice-versa). (Exemplo: Você inicia com 80% de renda fixa e 20% de bolsa, a cada 10% de queda na bolsa, você aloca 5% da sua renda fixa);
  • Quando achar um preço atrativo entrar com um capital desejado em renda variável e a partir daí usar derivativos para isolar a volatilidade das ações. (Exemplo: Executando venda coberta em sua posição – operação que particularmente não gosto, já que você passa a depender da volatilidade como um trader, sem se defender totalmente do downsize e principalmente tirando o upside das ações). Fence, maneira de se proteger seu capital das quedas tentando capturar o máximo possível do upside das ações – Mas isso é um assunto para um outro artigo; por hora vamos nos concentrar na primeira opção, a mais simples delas, até o fim da primeira parte.

Acho esta parte muito importante por que ao longo da minha vida profissional vi que a maioria dos investidores mais bem sucedidos são compradores de ações. Uns vivem de dividendos, outros mudaram de patamar, mas o grande segredo é não se preocupar com a volatilidade, mas sim, com a qualidade dos seus ativos. É preciso isolar a volatilidade e devido a isso estamos sempre comprando e alterando o preço-médio da carteira e de preferência começando a sua carteira com preços atrativos que na maioria das vezes aparecem momentos de crise, como a qual estamos passando.

Perceba que mesmo sendo um investidor a longo prazo é possível ter um perfil mais arrojado ou mais conservador, isso depende da quantidade de ações que você terá em carteira, e principalmente do perfil das empresas, outra opção seria comprar o próprio índice (BOVA11 seria a forma mais simples) o que acredito ser uma boa e simples opção. Um investidor que faz sua carteira em ações sólidas (como bancos, AMBEV, Lojas Americanas e etc..) tem muito mais segurança, mas em compensação se você montar uma carteira focada em mid/small caps (como construtoras, bens de capital e etc..) teria um risco maior, mas o retorno poderá ser proporcional e compensador.

Esta é uma forma simples de apostar no longo prazo e muito difícil de acabar derrotado. Isto mostra a diferença entre isolar (investimento) e aproveitar (trader) a volatilidade do mercado. .

Trader ocasional – que eventualmente faz uma aposta no Mercado de Ações

Normalmente sem conhecer nada desse mercado, a pessoa simplesmente acredita que a empresa é boa, segue a dica de um amigo, ou por algum motivo acha que é bom entrar em um determinado ativo. Assim, acaba cometendo os mais básicos e piores erros que um trader poderia recorrer. A palavra trader eu só a utilizo aqui por que 100% das pessoas que estão nesta classe, mesmo que inconscientemente querem se aproveitar da volatilidade (comprar barato e vender caro sua ação).

Eu costumo dizer que é muito fácil não cometer nenhum erro ao entrar em uma aposta em ações. Basta antes de qualquer movimento, responder três simples perguntas:

  1. O por quê acredito ser boa a minha operação?
  2. Qual o stop se der errado (prejuízo máximo)?
  3. Qual o objetivo que eu espero/acredito ser possível conseguir?

Parece fácil responder estas três perguntas, e realmente é!

O fato é que 100% dos investidores que estão comprados em OGX até hoje não as responderam. E acredito que os maiores prejuízos que pessoas comuns tem no mercado de ações se dão pelo fato de não terem respondido a estas três simples perguntas.

Existem três grandes segredos para além de não cometer erros, aumentar nossa probabilidade de sermos vencedores a longo prazo nessa categoria.

  1. Saber que a parte mais importante de qualquer trade é o stop. Nada é mais importante do que avaliar quanto podemos perder antes de entrar em renda variável, caso tudo dê errado. Gerenciamento de risco é tudo!;
  2. Sempre ter o stop de prejuízo menor do que o objetivo esperado, ou seja, um risco-retorno positivo. Tenho comigo uma frase que talvez seja o maior segredo de se ganhar na renda variável – “Não importa perder ou ganhar, o que importa é quanto eu ganhei quando ganhei e quanto eu perdi quando eu perdi”;
  3. Ser fiel ao seu plano pré estabelecido. Além do controle de risco de perder pouco quando estiver errado e ganhar o máximo possível quando estiver certo, o outro maior segredo de ser vencedor neste mercado é ser disciplinado. Precisamos sempre lutar contra nossas emoções e executar friamente o nosso plano principalmente quando se trata do stop.

Podemos perceber então, que basta saber o motivo e o controle de risco que iremos utilizar para que qualquer motivo possa justificar nossa entrada sem estar cometendo um erro: dicas, análise fundamentalista, análise técnica, ciclos de crescimento, análise de balanço, feeling, fases da lua ou horóscopo e etc… não importa quando sabemos com antecedência risco e retorno de qualquer movimento.

De toda forma sou muito favorável que qualquer investidor nesta categoria aprenda ao menos o básico da análise técnica. Acontece que, além de uma ferramenta fácil de aprender, para o preço variar ele pode driblar qualquer tipo de previsão ou expectativa, mas nunca vai conseguir driblar o comportamento do preço. Mesmo que você analise o gráfico completamente enviesado e entre a qualquer micro-sinal de gráfico (a favor da dica ou achismo, por exemplo) você já estará aumentando, e muito, a sua probabilidade de acertar o movimento.

É interessante reparar que a maioria dos iniciantes entram no mercado quando há uma alta estabelecida. Isto acontece por que mesmo cometendo todos os erros possíveis quando o mercado está subindo, as pessoas acabam ganhando dinheiro. É por isso também que 90% das pessoas físicas fracassam na bolsa! Porque uma vez acostumados a simplesmente comprar e ganhar pela sorte do mercado estar em alta elas não conseguem ter uma reação quando o mercado reverte a sua tendência e começa a cair. Simplesmente congelam e podem chegar até a quebrar paralisados vendo seu capital derreter. “Qualquer semelhança é mera coincidência?!”

Se você está começando agora, saiba que está em uma grande vantagem, já que neste momento é difícil ganhar dinheiro no mercado; porém é melhor assim, do que “ganhar fácil” tomando ações equivocadas. É justamente nestes períodos de dificuldade que a persistência, a busca pelo conhecimento e a vontade de vencer fará com que você colha bons frutos no futuro. Fazendo assim, o caminho inverso apresentado acima. .

Multi-investidor profissional

Este é um tópico de extrema importância!

O correto seria se a maioria dos investidores se identificassem com esse perfil. Aqui, não necessariamente vivemos de bolsa ou de investimentos. A grande maioria tem uma ocupação e uma renda principal, porém levam muito a sério esta atividade e dão muito valor para maximizar a rentabilidade dos seus ativos financeiros. O mais interessante é, que nesses mais de 20 anos no mercado financeiro, encontro poucas pessoas que trabalham desta forma, porém os poucos que conheci, eram todos muito bem sucedidos financeiramente.

Quais as características de um multi-investidor profissional?

Ele domina a renda fixa e sabe exatamente qual o custo de oportunidade do seu dinheiro parado

Todos sabemos que no Brasil temos um histórico de juros alto. Investir sem considerar que boa parte do seu dinheiro precisa se aproveitar da renda fixa é praticamente inconcebível. Temos diversas modalidades como tesouro direto, LCI, LCA, CDB, mas não vou aprofundar neste assunto (vamos deixar isto para um próximo artigo). O mais importante, é que todos esses investimentos servem de margem para você entrar no mercado, seja no day tradeswing trade, derivativos (futuros e opções), vendido ou comprado. Deixar o seu dinheiro parado na conta da corretora é um grande custo de oportunidade, e este tipo de investidor entende isso muito bem.

Ele dá extrema importância para qualquer incremento possível em seus investimentos

Uma vez, tendo seu dinheiro já bem rentabilizado pelas altas taxas de juros brasileiras, qualquer trade vencedor seja ele de qualquer prazo, vai gerar um grande incremento em sua rentabilidade, por isso que você pode se dar ao luxo de só entrar naquilo que você realmente tem muita confiança. E o melhor, seja no swing trade ou no day trade, você não precisará do dinheiro na conta, e sim, da margem que seus ativos de renda fixa irá gerar.
Justamente neste momento que é muito importante se ter em mente, uma frase que aliás serve para qualquer perfil de investidor – “É melhor perder uma oportunidade do que perder dinheiro”.

Ele entende, ou pelo menos acha que entende, bastante de ações e sabe que isso tem extremo valor para incrementar a sua rentabilidade total

A minha experiência me diz que os investidores desta categoria normalmente são muito bem informados sobre este assunto, e o levam muito a sério. A maioria deles dá muito valor para análise fundamentalista, ciclos econômicos e etc. Não que acho isto errado! Tenho total respeito e conheço muitos vencedores que utilizam esta escola. Porém, alguns deles têm preconceito ou não levam em consideração a análise técnica em si, e isso eu não concordo.

Acredito que a análise técnica cai como uma luva para os investidores dessa categoria. Todo e qualquer movimento que um ativo vai fazer seja ele de alta, queda ou lateral, passará invariavelmente pelo comportamento do preço, e o domínio da análise técnica te traz oportunidades únicas que você não conseguiria encontrar, com um nível de acertabilidade tão alto, e mais, sempre sabendo com antecedência qual o risco e o possível retorno da operação.

Um investidor com dinheiro aplicado em renda fixa que só entra em oportunidades de gráfico realmente imperdíveis que tragam um bom risco-retorno, tem tudo para se tornar imbatível no mundo dos investimentos! De qualquer forma vou deixar aqui mais uma frase, talvez a mais importante sobre análise técnica – “Nós NUNCA saberemos o que o preço irá fazer, porém podemos SEMPRE saber o que NÓS vamos fazer com o preço”.

Uma missão que eu ficaria muito satisfeito em conseguir cumprir na minha vida seria inserir um maior número de investidores nesta categoria. Perceba que estou exatamente na metade entre as categorias mais difíceis e fáceis do artigo. Mas no longo prazo, esta talvez seja a mais correta e rentável categoria para um investidor pessoa física sério estar. .

Viver de Bolsa

Sem dúvida nenhuma, esse é o maior sonho da maioria que entram na bolsa de valores, já que ter a liberdade de trabalhar de qualquer lugar, ter a flexibilidade de trabalhar quando quiser e o poder de ser o próprio chefe, certamente enchem os olhos de qualquer pessoa.

É nesta categoria que acaba sendo imprescindível que você domine o day trade. Até o momento esta modalidade poderia estar presente, mas certamente não seria o grande foco. Em determinados momentos daria para sobreviver de bolsa só com swing trade, porém acredito que somente uma pessoa já milionária, poderia se dar ao luxo de viver dos seus investimentos sem a necessidade de dominar o day trade.

É no intraday que independente do mercado (alta, queda ou lateral) existem centenas de pequenas oportunidades de se aproveitar do mercado e ganhar com isto. E vou além, é no day trade que se encontram as maiores possibilidades de alavancagem onde você pode multiplicar até centenas de vezes o valor investido e lucrar/perder um valor considerável até com variações percentuais muito pequenas. É por isso que considero que nessa modalidade não importa o percentual de suas operações e sim, o valor absoluto de renda que você gera no dia, semana ou mês.

Eu tenho uma BOA e uma MÁ notícia para te dar sobre viver de bolsa.

A BOA notícia é que é totalmente possível, e ao longo da minha carreira conheci vários investidores que vivem exclusivamente de trading, porém a MÁ notícia é que essa é uma missão extremamente difícil e acredito que a maioria das pessoas acabará por não conseguir obter o sucesso almejado. Não é atoa que esse é o penúltimo tópico do artigo.

Vamos começar pela BOA notícia…

O Mercado Financeiro brasileiro é sem dúvida o mais maduro da América Latina e um dos mais maduros do mundo. Temos diversas ferramentas disponíveis como:

  • De análise – Ótimos softwares de análise técnica ou tape reading (pra mim as melhores se não as únicas ferramentas para day trade) que ao longo do tempo vem evoluindo dando cada vez maior capacidade de se ter uma leitura do preço no curtíssimo prazo, aumentando a probabilidade de acertar os movimentos do preço;
  • De trading – Ativos como os mercados futuros (que sem dúvida é uma das melhores ferramentas que permitem a regularidade no day trade), opções e o próprio mercado à vista de ações, tem boa liquidez e cada vez mais poder de alavancagem e segurança para se operar no day trade.

Não poderia deixar de citar a evolução das corretoras. Hoje elas dão toda a liberdade para o trader se alavancar, usar seus investimentos como margem, e principalmente ter todos os mecanismos possíveis para ter agilidade na tomada de decisão. Programar o stop, entrar com ordens já pré estabelecidas, agredir o mercado, operar pelo gráfico, pelo book, enfim… praticamente tudo que você já imaginou para agilizar o processo de entrada e saída do mercado, hoje está a seu alcance.

Muitas pessoas acabam acreditando que a parte mais difícil de atingir a regularidade no day trade, conseguindo ter a possibilidade de viver exclusivamente do mercado, está em encontrar a melhor leitura do preço, o melhor setup, a melhor análise. Mas eu posso te dar a certeza que essa não é a parte mais difícil! O que pega mesmo é o controle mental, a psicologia e principalmente a disciplina. “O bolso é a parte mais sensível do ser humano”

Se ao invés de ter um salário, a sua renda depender de centenas ou milhares de decisões que você não tem controle, requer uma inteligência emocional que poucos conseguem atingir. Eu mesmo que tive um histórico extramente vencedor em toda minha carreira como trader, quando tentei viver exclusivamente de day trade, não consegui atingir a disciplina desejada para largar tudo. Era quando eu estava confiante, acreditando que tinha dominado a minha mente que eu acabava pecando no tamanho da exposição (seja por ambição ou medo) e devolvia às vezes um mês de lucro em um dia. E foi por isso acabei desistindo de viver exclusivamente de trading, porém não me arrependo! A recompensa de ajudar e ensinar as pessoas me deixa muito mais completo e feliz do que o dinheiro pelo dinheiro. Mas essa experiência me trouxe vários insights sobre técnicas que podem te ajudar a atingir este controle mental, continue lendo que vou te mostrar essas técnicas.

Tática x Estratégia

Como em uma guerra, em uma disputa política, ou qualquer disputa desportiva é necessário separar os movimentos de curto prazo dos objetivos de longo prazo, explico melhor:

Tática – É tudo aquilo que você usa para tomar sua decisão naquele instante, é simplesmente sua análise de preço, seja ela técnica ou leitura de book. Você precisa decidir naquele instante se vai comprar, vender ou ficar fora do ativo, definir seu stop, objetivo, tamanho do lote e etc.

Estratégia – Está ligado com suas metas, aonde você quer chegar, quanto você quer ganhar por mês e para isso, quanto de média você precisa fazer no dia. Definindo, portanto, seus limites tanto de ganho quanto de perda no seu dia-a-dia de trade.

Estratégia sem tática é o caminho mais longo para a vitória, tática sem estratégia é o ruído antes da derrota

Sun Tsu, em A Arte da Guerra

Certamente, a estratégia é a parte mais importante! Você precisa saber onde quer chegar, para chegar em algum lugar. É importante você definir exatamente seu objetivo financeiro que te permita viver do mercado. Minha sugestão é focar em um horizonte de tempo mais longo e depois reduzí-lo; por exemplo, quanto será necessário ganhar no ano para “largar tudo”? Para atingir este montante, quanto seria necessário lucrar mensalmente, e por semana? Até saber, em média, qual a meta diária a ser atingida.

E aí você me pergunta: “Qual a sua estratégia? A que eu mais me identifiquei é a regra do 3×1, não é a única mas traz uma ótima consistência. Conheça mais a seguir.

Estratégia do 3×1

O primeiro passo é o stop x objetivo. Ao identificar uma operação cujo o stop loss é de R$ 100,00 eu procuro nesta mesma operação, obter um lucro de R$ 300,00. Eu adoto esta estratégia para entrar em todas as operações (seja ela em futuros, opções ou em ações).

Adotando esta regra e sabendo qual é sua meta financeira, você começa a definir o tamanho operacional ideal para conseguir atingir seu objetivo financeiro. Além disso também é preciso definir a razão de 3×1 num número de operações (derrotas e vitórias) para definir suas metas.Por exemplo, se eu levar 3 stops de R$ 100,00 (- R$ 300,00) atinjo minha meta de perda, e só irei operar no dia seguinte, e caso eu tenha 3 gains seguidos de R$ 300,00 (+R$ 900,00), atinjo minha meta de ganho e posso só operar no próximo dia. Quando se trata da meta de ganho, é permitido continuar a operar quando percebemos que estamos em um dia especial. Já na perda, gosto de ser inflexível sem dar chance de tentar recuperar no mesmo dia. Adotando esta estratégia, principalmente em meta diária, e de preferência também por cada operação, além de suas possibilidades de sucesso serem muito maiores, a sua consistência na disciplina e o seu conforto emocional aumentam consideravelmente.

É também fundamental ter um diário de operações ao lado, para você sempre seguir a tática pré estabelecida e evitar decisões emocionais no meio do caminho (lembre-se: a emoção é o inimigo #1 do trader). Este diário também servirá para você se conhecer cada vez melhor a fim de encontrar padrões em seus erros ou acertos.

Ainda poderia aprofundar muito mais nessa categoria, para se ter uma idéia nem toquei no assunto da modalidade scalper. Mas este tema é bastante amplo e nos permitirá produzir vários outros conteúdos à frente. .

A GRANDE tacada em Opções

Você se recorda que eu mencionei no título que esta é a minha preferida? Vou justificar em 3 motivos:

  1. O primeiro trade que fiz na vida (e isso me leva a 1997) foi quando comprei todo o dinheiro que eu tinha guardado (uma grande fortuna de R$ 300,00 na época) em opções de CELESC a R$ 0,02, em poucas semanas zerei esta operação em R$ 0,12 e foi assim que me apaixonei e nunca mais larguei o mercado financeiro;
  2. O segundo motivo foi que na última pernada de alta antes da crise de 2008 também investi todo meu dinheiro em opções, porém nesta época já tinha chegado aos meus primeiros 6 dígitos. Sabendo exatamente o que eu estava fazendo e em qual situação em que o mercado se encontrava, eu fui frio e corajoso atingindo a maior tacada em uma só operação até hoje em minha carreira;
  3. O terceiro motivo é que mantenho a convicção que ainda conseguirei dar outras grandes tacadas e tenho como meta principal romper o meu último recorde.

Levando em consideração todas as formas possíveis de com pouco dinheiro e pouco espaço de tempo você conseguir dar uma grande tacada, acredito que as opções é a forma mais provável de você conseguir. Eu não estou só considerando o mercado incluo no pacote todo tipo de aposta, como cassino, loteria esportiva, loto e por aí vai… Porém não estou dizendo que é fácil!

Embora eu tenha ficado na dúvida entre deixar o tema “Viver de Bolsa” ou “Dar a GRANDE Tacada em Opções” em último lugar deste artigo, preferi manter este assunto no maior grau de dificuldade. Particularmente, obtive sucesso nesta categoria, mas nestes 20 anos de mercado, descobri que sou um caso raro, já que infelizmente conheço muito mais histórias de derrotas do que de vitórias. Tratarei aqui, de alguns pontos essenciais para aumentar as suas chances de sucesso.

Fatores importantes a se considerar para dar a GRANDE tacada em Opções:

  • Há pouco tempo atrás as opções PUTs (de venda) não tinham liquidez, durante muito tempo só era possível apostar em opções comprados quando víamos a possibilidade de alta. No mercado de queda, só podíamos apostar vendidos e como a margem é sempre muito alta na venda nossas possibilidades diminuíam pela metade, ficando praticamente impossível dar uma grande tacada na queda. Atualmente liquidez em opções call (de compra) se mantém alta mas existe liquidez também na PUT.
  • Normalmente as maiores variações de preço em percentual que o mercado faz dentro de um ano inteiro, se dão em períodos pequenos entre 1 a 3 meses. Nesse período é bastante comum vermos altas de 10 a 15% no índice bovespa. É nesse momento que algumas ações se destacam e apresentam variações como 20 e 30%. E é somente aqui que aparecem as melhores oportunidades;
  • Durante muito tempo os exercícios das opções era de dois meses, hoje o exercício tem só um mês. Existe o lado bom e o lado ruim disso, já que temos menos tempo para que uma ação faça uma boa oscilação, porém o tempo é a variável mais cara no preço de uma opção e quando nos aprofundamos em especular o direcional delas, percebemos que a variação percentual das opções acaba sendo muito maior quando conseguimos achar o momento em menos tempo de exercício.

Aqui vai um exemplo do poder percentual que as opções podem oferecer quando temos um momento de forte tendência e grandes variações das ações:

Supondo que uma ação que custe R$ 30,00 consiga subir 20% em um mês, indo para R$ 36,00, se no começo desse vencimento você tivesse comprado a opção com exercício de R$ 32,00 e ela estivesse valendo R$ 0,20, esta opção iria valer R$ 4,00 no dia do vencimento (a diferença do valor do exercício para o valor do papel), usando essa mesma conta no exercício se opção de R$ 34,00 (mais OTM sempre mais barata) estivesse no inicio do mês a R$ 0,05 esta opção valeria R$ 2,00, considerando o valor do papel.

OTM (Out of the Money) – Quando o preço de exercício da opção está muito distante do preço do papel

No primeiro exemplo tivemos uma variação de 1.900%, já no segundo, de 3.900%. Não estou dizendo que isto é fácil de fazer ou provável de acontecer. O que eu quero dizer aqui é que esta é a maior probabilidade de ganhar uma porcentagem deste tamanho, considerando qualquer modalidade de aposta e investimento do mundo.

Movimentos de 20% em um mês acontece todos os anos pelo menos nos poucos meses, onde o mercado anda forte. Ao longo da minha carreira, sempre tentei buscar maximizar as minhas chances de achar uma oportunidade dessas, pelos mesmos motivos que foi abordado no início do tópico.

Ano passado, em 2014, deixei passar uma grande chance de bater meu recorde e dar a maior tacada da minha vida, na alta que foi apelidada de Especulação Eleitoral, tivemos variações expressivas de papéis como PETR e BBAS (acima de 30%) e como na maioria das vezes a parte mais fácil, ao menos para mim, foi identificar graficamente que os papéis tinham este forte movimento para fazer.

O difícil sempre é ter a frieza para segurar o lucro durante o movimento inteiro, já que sempre temos “sobe e desce” no caminho. Foi a partir daí que comecei a perceber que muitas vezes é mais fácil e tão rentável quanto montar uma trava de opção do que operá-las a seco. Naquela época eu cheguei a ganhar um bom dinheiro com opções. Mas se considerarmos que tivemos 4 exercícios seguidos onde você encontrava tranquilamente variações de 1.000% em cada exercício, meu ganho passou a ser irrisório.

No último vencimento dessa época eu peguei o movimento com uma trava e consegui uma variação de 1.000%, mas no inicio enquanto estava operando a seco, acabava por não aguentar olhar para lucros de 100% ou 200% sem zerar, e cometi muitos erros zerando antes do tempo.

Hoje em dia muitas vezes acabo por dar preferência para operar travado do que a seco, não só pelo fato de muitas vezes conseguir uma aposta com um preço melhor e um lote maior – (Por exemplo: Comprando uma opção com exercício de R$ 20,00 a R$ 0,20 vendendo uma opção de R$ 20,50 a R$ 0,15 você conseguiria um preço de R$ 0,05 com um ganho máximo de R$ 0,50) – Mas o carrêgo das travas e a frieza de aguentar a operação até os desejados 500 / 1.000% ficam bem mais fácil do que comprado a seco.

Talvez, principalmente para quem não conheça, este tópico possa ter ficado muito técnico, e é difícil para mim fugir disso, mas a minha ideia, se você tiver interesse é fazer não só mais um artigo, mas também uma palestra/hangout exclusivo, contando a fundo estas histórias e ensinando você a entender melhor.

 

Fonte: fernandogoes.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!